Livraria Bloom, um espaço alternativo... - Bloom书店,一个与众不同的地方...


Localizado na rua de Guimarães, n.º206, mesmo no largo do Pagode do Bazar (templo de Hong Kung), encontra-se um espaço moderno, alternativo que contrasta com o histórico e típico bairro chinês onde se enquadra. Prova de que o passado e o presente podem coexistir em harmonia, se houver sensibilidade e vontade para tal.


Trata-se da livraria Bloom, do meu amigo A. F., que abriu ao público no dia 17 de Fevereiro, véspera de ano novo.
Embora modesta, a "livraria vermelha" de dois andares (por enquanto, apenas o r/c está aberto), tem como ambição propor uma diversificada selecção de livros que dificilmente se poderiam encontrar no Território de Macau.
Obras gerais, temáticas, fotográficas, de arte e design, livros sobre civilizações, romances, guias, manuais... enfim, a Bloom disponibiliza uma vasta oferta que representa edições portuguesas (a Tinta da China, a Cavalo de Ferro, a Guerra e Paz ou ainda a Frenesi, são apenas algumas), editoras de Hong Kong (Map Books ou MCCM, por exemplo), inglesas (Phaidon, Thames & Hudson ou Random House, entre muitas), alemães (a Taschen, é uma delas) e obviamente de Macau (Museu de Arte de Macau, ICM, entre outras). Na Bloom encontra ainda o famoso Moleskine.










Gostaria um dia de poder encontrar nesse espaço edições da Peking University Press e da Foreign Languages Press e, já agora, a Bloom, mais do que uma livraria, poderia assumir-se como um local de tertúlia, funcionando como uma espécie de clube literário.
Fica aqui a sugestão...

2 comments:

一個人,yi gè rén said...

Caro blogger, obrigada pela dica! Conheci a Bloom na altura em que foi inaugurada e gostei! Tinha um toque de grito de epiranga aquele espaço e só por isso já é de louvar!É que Macau, embora proporcione experiências a vários níveis, não deixa de ser uma terra paradoxalmente castradora! Faço votos de que os portugueses, como o próprio nome da livraria sugere, floresçam e passem a ver Macau de uma outra forma...é que restaurantes já nós temos que cheguem, não lhe parece?
O seu blog fica desde hoje referenciado no meu!
atenciosamente,
uma pessoa

Yāt go yàn 一個人 Yī gè rén said...

desafio cibernético global:
http://yam-chaa-da-1.blogspot.com/2007/02/computerless-por-um-dia.html